BDMG e Sebrae facilitam acesso a crédito pelos pequenos negócios

Segundo maior agente do Fampe no país, banco vai oferecer o fundo de aval para financiamentos solicitados pela internet

Foto: Divulgação/BDMG

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e o Sebrae anunciaram nesta segunda-feira (27/11) a renovação de uma parceria que viabiliza a contratação de crédito com apoio do Fundo de Aval das Micro e Pequenas Empresas (Fampe) nas solicitações de financiamento pela internet. Por meio desse instrumento, as empresas têm mais acesso a crédito e tornam-se mais competitivas, contribuindo para aquecer a economia.

Para o presidente do BDMG, Marco Crocco, o banco, como instituição de fomento, trabalha para que as micro e pequenas empresas possam ampliar a atuação de forma segura e simplificada.

“O BDMG está sempre buscando aprimorar o apoio ao segmento, a exemplo da terceira redução de taxas deste ano, anunciada na última semana, e que, junto com o Fampe, vai viabilizar o capital de giro para milhares de empresas em Minas”, afirma.

O Sebrae, instituição gestora do Fampe, dispõe desse fundo específico para alavancar empreendimentos de pequeno porte, que enfrentam dificuldades de acesso a crédito, principalmente por falta de garantias a serem apresentadas às instituições financeiras.

A diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes, assinala que os pequenos negócios encontram nesse fundo de aval um forte aliado para uma gestão financeira eficaz, voltada à inovação e à maior competitividade de seus produtos e serviços. “O Fampe é um fundo de aval que ajuda os pequenos a crescer e conquistar novos mercados”, assinala.

O diretor de Operações do Sebrae Minas, Marden Magalhães, lembra que o acesso ao crédito ainda é um desafio para o crescimento das micro e pequenas empresas. Segundo levantamento do Sebrae, a cada 100 empreendedores, 42 empreendem por necessidade. Esse número tende a crescer em função das altas taxas de desemprego, o que deve aumentar ainda mais a demanda das MPEs por crédito.

“O Fampe é fundamental nesse momento, pois amplia as oportunidades de financiamento para os pequenos negócios, segmento estratégico para a economia dos municípios e para o desenvolvimento local”, diz.

O BDMG utiliza o Fampe como ferramenta de garantia complementar. Para empresas com faturamento de até R$ 360 mil, o aval é limitado a R$ 60 mil; e para empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões, o limite de aval é de R$ 100 mil.

O Fampe está disponível para todos os produtos do BDMG, que atualmente têm as melhores condições para o segmento de micro e pequenas empresas. A previsão é que cerca de 25 mil clientes utilizem o fundo de aval nos próximos cinco anos.

Para solicitar o financiamento, o empresário deve acessar o site: www.bdmg.mg.gov.br ou procurar um dos correspondentes bancários BDMG espalhados em todo o estado: unidades da Fiemg, CDL, associações comerciais e cooperativas de crédito singular.

Fonte: Agência Minas