Fabriciano promove atividades de prevenção ao Aedes aegypti

Agentes de saúde e endemias percorrem bairros de Fabriciano em ações de combate e conscientização

Foto: ACS/PMCF

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando nos últimos meses ações de prevenção e combate aos focos do mosquito Aedes aegypti no município, com o objetivo de conter a proliferação no período epidêmico anterior e durante o ciclo chuvoso que começou em setembro e vai até março.

O ultimo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), apresentou um índice de 1,1%, sendo que o recomendado pelo Ministério da Saúde é de 1%. Para reverter a situação, a secretaria realizou diversas ações durante os últimos meses, como o mutirão de controle de arboviroses e atividades educativas nas escolas municipais e estaduais para o combate à dengue, zika e chikungunya.

Atualmente, o setor de endemias realiza visitas focais percorrendo as residências e destruindo os focos do mosquito, além de tratar os depósitos de água que não podem ser tampados ou que possuem grande risco de acumulo de água. Outra ação fundamental para diminuir a proliferação do Aedes aegypti foi a limpeza do Ribeirão Caladão, que corta a cidade. Foram realizadas a capina roçada, retirada de 30 toneladas de dejetos diversos (sofá, lixo doméstico, móveis, entulhos) em cerca de 10km de extensão do córrego e adjacências. A ação contribuiu para a saúde e, também, para evitar o transbordamento do ribeirão com as chuvas de verão.

A implantação do Comitê Intersetorial de Combate às Arboviroses (CICA), tem realizado atividades para alcançar o maior número de casos em pontos estratégicos da cidade, como cemitérios, aterros sanitários, lotes vagos e residências que acumulem materiais inservíveis no município, fazendo com que todos os setores possam trabalhar juntos para eliminar os focos do mosquito.

A intersetorialidade tem sido importante para unir as secretarias com o mesmo objetivo de controle das arboviroses, uma vez que o comitê possui representantes dos setores de endemias, postura, jurídico, educação, obras, comunicação e vigilância sanitária. A Gerente de Vigilância em Saúde, Vania Tavares, comenta “Fabriciano possui o mosquito em grande proporção, por isso é necessário o controle em todo o território municipal. Além disso, ele se encontra ao redor de áreas que também são endêmicas, o que nos faz ficar sempre em alerta”.

O próximo LIRAa será realizado em janeiro do próximo ano.

O que são Arboviroses:

Arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, ou seja, insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos). Existem 545 espécies de arbovírus, sendo que 150 delas causam doenças em seres humanos. Apesar de a classificação ser utilizada para diversos tipos de vírus, atualmente a expressão é mais usada para designar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como o Zika vírus, febre chikungunya, dengue e febre amarela.