Alunos da rede pública de Fabriciano são aprovados no CEFET-MG

Em 2018 a meta principal na educação municipal é melhorar os índices de qualificação do ensino público.

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança Educacional, celebra a aprovação dos alunos Laís Aparecida Cupertino de Pinho e Elias Guilherme Cavoli da Silva Vieira no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG). O objetivo é parabenizar os alunos que prestaram o exame de seleção da instituição no segundo semestre de 2017. Para concorrer a vaga o candidato ao curso técnico, integrado ao ensino médio, deverá ter concluído o ensino fundamental.

O CEFET-MG é a maior instituição de ensino tecnológico de Minas Gerais, levando às cidades seu ensino qualificado, suprindo a necessidade de mão-de-obra capacitada. Os alunos de Fabriciano concluíram no fim de 2017, na Escola Municipal Maria Das Graças Ferreira, o ensino fundamental, estando aptos a ingressar na instituição em fevereiro deste ano. A Gerente pedagógica, Neuza Viana, parabeniza aos alunos e a comunidade escolar. “Esta conquista mostra o emprenho e a dedicação de nossos professores e alunos, evidenciando a qualidade de ensino das escolas da rede pública. A Laís e o Elias estão construindo seus próprios futuros e consequentemente incentivando outros, ” afirma.

O resgate do aprendizado na educação pública foi uma das tarefas impostas à Secretaria de Governança Educacional pelo prefeito, Dr. Marcos Vinícius, que no início da gestão constatou que muitos estudantes com até 10 anos de idade mal sabiam ler e escrever. Toda a estrutura de ensino foi modificada, focando no aprendizado da leitura e da escrita. Os alunos dos níveis mais avançados ganharam reforço escolar. Toda a comunidade escolar ganhou kit completo, com cadernos, lápis, borrachas e até squeeze.

Em 2018 a meta principal na educação municipal é melhorar os índices de qualificação do ensino público. Para isso, a prefeitura contratou uma das maiores instituições de ensino do pais, o Sistema Positivo, que implantará nova metodologia na rede, possibilitando aos alunos as mesmas condições de aprendizado dos estudantes da rede privada e criando, assim, condições iguais de ingresso nas instituições públicas ou privadas de ensino superior.