Câmera de segurança flagrou momento em que Policial Militar reagiu a assalto e foi baleado

Militar estava de folga quando foi surpreendido com a chegada dos assaltantes a uma casa de títulos de capitalização

Uma câmera de segurança flagrou o momento em que um Policial Militar reagiu a um assalto e acabou sendo baleado pelos bandidos, em uma loja de títulos de capitalização, por volta de 14h30 desta segunda-feira (29/5).


Policial Militar reagiu a assalto e foi baleado

A ocorrência foi na quadra 703 da Asa Norte, em Brasília. O sargento Orlando Silva, do Batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), foi transportado por pessoas que estavam no local para o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Assim que chegou a unidade de saúde, o militar foi levado direto para o centro cirúrgico, sangrando muito e bastante debilitado, de acordo com as testemunhas, que prestaram os primeiros socorros. O estado de saúde, porém, é estável e ele não corre risco de morte.


De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o sargento, que estava de folga, foi até o local para comprar um título de capitalização. Foi, então, que dois assaltantes armados entraram na loja e anunciaram um assalto. Orlando tentou reagir, mas antes de conseguir sacar a arma, foi baleado no braço esquerdo.

A dupla fugiu com outros dois homens que estavam do lado de fora para dar cobertura ao assalto. Cerca de 40 minutos depois do crime, a PM, com apoio da Polícia Civil, deteve um homem na QNN 19 de Ceilândia para averiguação, suspeito de ter participado do assalto. Mais tarde, outros dois suspeitos também na mesma condição. Um deles, inclusive, cumpria prisão domiciliar. Ainda não há confirmação, no entanto, se eles estão, de fato, ligados à ocorrência.

Orlando foi submetido a uma cirurgia. A bala entrou pelo braço e desceu até a região do tórax, mas não provocou grandes lesões. De acordo com um médico que acompanhou o procedimento, o paciente está bem, apenas com "pequenas lesões que já estão sendo suturadas, sem maiores complicações". O projétil já foi retirado e será periciado.

Após a troca de tiros, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) realizou uma perícia na loja onde o crime aconteceu. A área foi isolada. No local, muitos vidros ficaram quebrados por conta dos dois disparos que foram efetuados, sendo que apenas um deles atingiu o policial.