Estudante de Peçanha é exemplo de sucesso, através de projeto da iniciativa privada

Unieco Cenibra contribui para formação de estudante

A Unidade de Integração Empresa Comunidade UNIECO em Peçanha (MG) é um centro de vivência e educação ambiental. O objetivo é conscientizar as comunidades com relação às questões ambientais contemporâneas, a importância ambiental, social e econômica de uma empresa de base florestal, bem como aos aspectos técnicos e ambientais da cultura do eucalipto e suas utilidades como matéria-prima para uma série de produtos presentes no dia-a-dia. Além disso, o espaço tem se tornado um importante espaço de apoio para estudantes da região.

Exemplo de sucesso, fruto do esforço


Um exemplo é a estudante Izailda Barbosa dos Santos, agrônoma recém-formada pela Universidade Federal de Viçosa, que agora também é estudante de mestrado nos Estados Unidos, com bolsa concedida por universidade americana.

Izailda é natural de Peçanha, onde morou até concluir o ensino fundamental e se mudar para São João Evangelista, onde cursou o ensino médio no Instituto Federal. Ela foi aprovada para o mestrado na área de Fitopatologia, na Auburn University (EUA). Além disso, foi também aprovada para o mestrado em Entomologia na UFV.

Nascida em maio de 1991, Izailda é filha de José Geraldo Pinto dos Santos e Terezinha Barbosa dos Santos. Começou a utilizar o espaço Unieco em 2005, com empréstimos de revistas e livros de literatura. Em 2010 passou a freqüentar quase diariamente, pois havia se formado no IFMG - São João Evangelista - Curso Técnico Agrícola, estava desempregada e queria estudar para prestar vestibular. Assim, passou a freqüentar para ter acesso aos livros didáticos, e assim passava horas no local estudando.

Na Unieco, Izailda também deu aulas particulares; para complementar a renda, pois os pais residem na zona rural e ela morava na cidade com uma irmã. Izailda prestou vestibular para o IFMG (São João Evangelista) e UFV (Viçosa) vindo a optar por Viçosa porque lá oferecia alojamento para estudantes do Curso Superior.

Sobre o acesso e a permanência no ensino superior no Brasil, a peçanhense, acredita que um dos fatores limitantes ao acesso à universidade é a falta de conhecimento da população, principalmente, das pessoas com baixa renda.

Por exemplo, muitos ainda não sabem que é possível ter estudo gratuito e de qualidade através da universidade. Além disso, muitas pessoas que vieram de um ensino médio e fundamental com baixa qualidade possuem poucas oportunidades de conseguir uma boa nota no Enem, não ingressando na universidade. Porém, quando esses estudantes conseguem entrar eles também enfrentam grandes dificuldades para se adequarem a um ensino com nível mais elevado do que tiveram anteriormente? afirmou.

Izailda destaca que o esforço pessoal e o incentivo familiar também é muito importante nesse processo de ingressar na faculdade. Muitos estudantes carentes não têm incentivos da família para continuar estudando, principalmente, porque o estudo nunca fez parte da realidade dessa família.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Cenibra